José Dornelas, em seu livro Empreendedorismo, Transformando Idéias em Negócios (2008) diz que “empreendedor é aquele que percebe uma oportunidade e cria meios (nova empresa, área de negócio, etc.) para persegui-la”. Joseph Schumpeter em seu modelo da Destruição Criativa afirma que “empreendedor é aquele que destrói a ordem econômica existente através da introdução de novos produtos e serviços, pela criação de novas formas de organização, ou pela exploração de novos recursos e materiais”. Ou seja, empreendedorismo é a percepção e o aproveitamento de novas oportunidades de negócios, sempre criando uma nova maneira de utilizar recursos, deslocando-os de seu emprego tradicional através de novas combinações para o atingimento de resultados. O empreendedor transforma a situação mais trivial em uma oportunidade excepcional, é visionário e sonhador; vive no futuro, nunca no passado e raramente no presente; nos negócios é o inovador e grande estrategista, criador de novos métodos para penetrar em novos mercados (Gerber, 2004).

O intraempreendedorismo é o empreendedorismo dentro de uma organização já estabelecida. O intraempreendedor é aquele que se antecipa aos fatos e tem uma visão futura da organização, fazendo as coisas acontecer dentro de uma empresa. As características do empreendedor e do intraempreendedor são as mesmas:

– Tem iniciativa para criar/inovar e paixão pelo o que faz;
– Utiliza os recursos disponíveis de forma criativa transformando o ambiente social e econômico onde vive;
– Aceita assumir os riscos e a possibilidade de fracassar;
– Planeja suas ações, garantindo sua eficácia.

Duas coisas devem ter a atenção do intraempreendedor: A eficácia na tomada de uma decisão, que é função da velocidade e precisão com que esta é feita; e a preocupação constante com a inovação em suas soluções para o negócio. Sob o aspecto da tomada de decisão, existem oito estilos de decisão, relatados por Cohen (2001), que podem ser encarados como um perfil característico de personalidade e preferências de cada empreendedor:

Estilo Intuitivo: Tenta projetar o futuro, com perspectiva ao médio e longo prazo, imaginando o impacto dessa ação;

Estilo Planejador: Situa-se onde está e para onde se deseja ir, com planejamento e tendo um processo de acompanhamento, adequando à realidade sempre que for necessário;

Estilo Perspicaz: Diz que além da percepção é necessário conhecimento;

Estilo Objetivo: Sabe qual o problema a ser resolvido;

Estilo Cobrador: Tem certeza das informações, vê a importância de medir e corrigir quando o resultado não foi o previsto;

Estilo Mão-na-massa: Envolve-se pessoal e diretamente, acredita em grupos para estudos multidisciplinares;

Estilo Meticuloso: Junta opiniões de amigos, especialistas, funcionários, tentando se convencer da solução a encontrar;

Estilo Estrategista: Decide cumprir sua estratégia de crescimento, tendo percepção do que resolver. Diagnostica o problema para encontrar a solução e sua resolução com eficácia.

Qualquer que seja o estilo, os empreendedores e intraempreendedores possuem em comum a motivação, a criatividade, a iniciativa, e a busca incessante por oportunidades de negócios.

Para saber mais sobre o tema visite o site da Quântica Treinamento Empresarial em http://www.quanticaconsultoria.com

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s