A chegada de uma nova vida ao planeta é sempre coberta de expectativas positivas, de motivação de quem a vai recebe-la (os pais), e de muita preparação. Os pais fazem o enxoval do neném, preparam um lugar para acomodá-lo, seu berço, e um lugar para guardar as coisas do recém-nascido. Na sua chegada, ele é saudado com presentes dos parentes e amigos da família, recebe um nome e até um padrinho para ser seu segundo pai durante o resto da vida. Enfim, um ambiente de total satisfação e um clima de boas vindas ao recém-chegado. Mas e nas empresas? Como um novato é recebido?

Muitas são as solicitações e tentativas para obter um novo recurso para determinado setor da companhia. Justificativas da necessidade do recurso são feitas e defendidas pelo gestor da área, visando conseguir uma vaga no quadro de pessoal da empresa; requisitos de formação e experiência são apresentados à área de recrutamento e seleção, que por sua vez contrata uma consultoria para garantir uma seleção compatível com a necessidade da área requisitante, para finalmente o recurso estar disponibilizado para o setor demandante.

Todavia, na chegada do novato muitas vezes as coisas parecem mudar de figura: Ninguém do setor o recebe; alguém do RH precisa perseguir e capturar o gerente do setor para que este indique alguém para receber o estreante. Por sua vez este não recebe a metade das ferramentas que necessita para produzir: senhas, computador, endereços de e-mail, mesa, cadeira, armário, ramal, telefone móvel, quando aplicável; nada parece estar disponível para o início de atividade do recém-admitido. Um curso requentado sobre a empresa é oferecido à ele ou a ela no primeiro ou no segundo dia de trabalho, e as tarefas mais indesejáveis, repetitivas e de pouca valia são entregues aos seus cuidados sem a menor explicação da importância do setor e do trabalho que ele está recebendo, para a empresa. Mas onde ficou a necessidade premente da vaga e do profissional? Onde esconderam a cultura do ser humano em receber os novatos (bebês) com aquele planejamento e aquele apadrinhamento e atenção? Como esperar que este novato se integre à empresa sentindo-se orgulhoso, no futuro, em participar daquele grupo de trabalho? Uma lamentável demonstração do gestor do setor e de seus colaboradores de falta de propósito, de incoerência e incongruência com suas próprias demandas.

Há uma alternativa a esta forma de tratar um novato, que algumas empresas apelidaram de “Anjos da Guarda do Novo Empregado”. Neste processo um gerente, que necessariamente não deve ser do setor recebedor do recurso, é convidado a ser uma espécie de padrinho de um ou dois novatos que estão para chegar à empresa, numa fase onde eles ainda estão sendo selecionados pelo RH e seus parceiros de contratação de pessoal. Com a ajuda do pessoal de RH e de sua assistente, pois normalmente este Anjo da Guarda é alguém graduado na organização, o padrinho deve preocupar-se com os seguintes passos:

FASE DE PREPARAÇÃO: ANTES DA CHEGADA DOS NOVATOS

Passo 1 – Identificar os problemas de uma integração: Qual o perfil do cargo? Quem serão seus colegas de trabalho? Quais as habilidades e conhecimentos solicitados aos candidatos? Que tipo de tarefas eles farão? Quais são as melhores tarefas no setor para eles executarem num primeiro momento?

Passo 2 – Identificar e providenciar a infraestrutura necessária para o trabalho: Computador, senhas, material de escritório, estação de trabalho, meios de comunicação, meio de transporte, se for o caso.

FASE DE RECEPÇÃO: NA CHEGADA DOS NOVATOS

Passo 3 – Apresentação da organização ao empregado: Apresentação das Políticas de Recursos Humanos (Visão, Missão e Valores); das Normas de Segurança; dos produtos ou serviços da organização, bem como sua história e atuação no mercado.

Passo 4 – Visitação aos principais setores da organização: Solicitando um relatório do novato após cada visita, pois se trata mais de um estudo da organização do que de uma simples visita.

Passo 5 – Envio do colaborador ao treinamento introdutório da empresa: Cobrando dele os resultados satisfatórios ao final do treinamento; o novato deve demonstrar o que aprendeu sobre a empresa.

Passo 6 – Encaminhamento do novo colaborador ao setor: Uma apresentação formal deve ser feita pelo padrinho ao gerente do setor, com uma recomendação dos novatos ao gerente sob a forma de uma reunião. Afinal, a esta altura, o Anjo da Guarda conhece melhor os novatos do que seu futuro gerente os conhece.

FASE DE INTEGRAÇÃO: DURANTE O PRIMEIRO MÊS DOS NOVATOS

Passo 7 – Acompanhamento e avaliação de desempenho: Uma reunião semanal deve ser feita, durante o primeiro mês, com os novatos para entender seu grau de motivação com o setor, além do grau de conhecimento deles sobre a mecânica operacional da área; e também com o gestor do setor para fornecer, junto com o RH, uma garantia de qualidade dos recursos humanos recrutados ou uma possibilidade de troca.

Esta forma de tratar por processo a entrada de um novato traz benefícios às quatro partes envolvidas: Ao setor requisitante traz a garantia de que seu recurso está sendo realmente preparado para assumir as funções demandadas, e uma sensação de retaguarda (BackOffice) incomum nas organizações modernas; ao novato traz a motivação necessária ao seu maior comprometimento com a empresa e a satisfação de começar da maneira correta, pelas mãos de alguém experiente e diligente na empresa; ao gerente-anjo traz um maior conhecimento das diversas partes da organização, além de certo prestígio junto aos empregados se sua função for feita com esmero e destaque, uma verdadeiro coaching nível 1; e à área de RH traz tudo aquilo que ela mais deseja: Os gestores da empresa trabalhando como verdadeiros agentes da área de Recursos Humanos.

Para saber mais sobre o tema visite o site da Quântica Treinamento Empresarial em http://www.quanticaconsultoria.com

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s