por Ruy Motta

“Calma Hardy”

Lippy

“Oh céus! Oh vida! Oh azar! Isto não vai dar certo!”

Hardy Har Har

Quem não conhece o desenho animado “Lippy the Lion & Hardy Har Har” produzido na década de 60 por Hanna-Barbera? Lippy e Hardy andavam sempre juntos. Lippy era um leão otimista gerando planos para os dois terem êxito, e Hardy, era uma hiena pessimista que não acreditava nunca que teriam sucesso. As suas frases se tornaram chavões de sucesso.

Se enchermos um copo de água pela metade, o copo estará meio cheio ou meio vazio? Depende da percepção de cada pessoa para a mesma realidade. Não vemos todas as coisas da mesma forma devido a nossas experiências de vida.

A forma de ver o copo mostra a posição do otimista e a do pessimista. O pessimista verá o copo meio vazio e o otimista verá o copo meio cheio.

As pessoas otimistas veem a realidade do mundo pelo lado positivo e estão sempre satisfeitos com a vida. Tem sempre uma solução para os problemas por maiores que eles sejam, sem esmorecer na sua solução. Acreditam que problemas são passageiros e superáveis e que sempre o melhor vai acontecer.

Porém o otimismo em excesso, onde o mundo é visto somente sob a ótica de uma lente cor de rosa, deve ser evitado a qualquer custo. O otimista em excesso não se prepara para as eventualidades que podem acontecer, já que tudo vai dar certo. Desse modo ele:

  • Despreza a probabilidade e a incerteza. Ignora a lei de Murphy: “se alguma coisa pode dar errado, com certeza dará”.
  • Deixa de pensar criticamente não analisando todas as situações que podem comprometer as decisões, já que tudo vai dar certo. Não há plano B.
  • Acreditam que tudo vai dar certo, pois somente enxergam o lado positivo.
  • Alienam-se e se afastam perigosamente da realidade.
  • Buscam apoio nos conhecimentos dos outros sem criticá-los.

Decisões impulsivas tem um quê de otimismo em excesso, quando não pensamos criticamente com relação ao que estamos decidindo.  Quem não tem em casa um objeto que comprou por impulso e agora não sabe mais porque o fez?

Uma solução alternativa para não cair na armadilha do otimismo em excesso é pensar como um pessimista, nem que seja por um momento, para ver problemas que podem ocorrer.

Por outro lado, as pessoas pessimistas veem a mesma realidade do mundo de uma forma mais negativa e estão sempre insatisfeitos com a vida. Acham que os problemas são maiores do que realmente os são, entendem a realidade como difícil de compreender e concentram-se não na solução, mas naquilo que pode dar errado.

O pessimismo em excesso, onde o mundo é visto sob a ótica de uma lente cor preta, deve ser evitado a qualquer custo. Desse modo ele:

  • Questiona e aponta o que não vai dar certo, sem apresentar soluções; intitula-se realista.
  • Faz críticas somente destrutivas, sem apontar causas.
  • Pensa em problemas que podem não existir, atrasando projetos e desmotivando a equipe.
  • Em caso de erro, coloca a culpa em um fator externo sem olhar as próprias falhas.

Uma solução alternativa para não cair na armadilha do pessimismo em excesso é pensar como um otimista, nem que seja por um momento.

E então, você vê o copo meio cheio ou meio vazio?

É só uma questão de perspectiva.

Referência:

Wikipedia; Lippy the Lion & Hardy Har Har. Disponível em http://pt.wikipedia.org/wiki/Lippy_the_Lion_%26_Hardy_Har_Har. Consultado em 24/09/2016.

Anúncios