por Walther Krause

A Responsabilidade Social Empresarial como forma de orientar as empresas rumo a um modelo de desenvolvimento sustentável é um desafio de gestão já vivenciado pelas empresas no mundo todo. A opção corporativa de ser uma organização sustentável é inevitável. As pressões dos consumidores e dos governos tornam essa opção imperativa e cria ameaças para a organização se não cumpridas, como perda de mercado e pesadas multas dos órgãos regulatórios. O processo de adoção de práticas socioambientais deve refletir em todas as ações da organização. Isso afeta diretamente os projetos da empresa e altera o seu gerenciamento e métricas de desempenho.

O conceito de sustentabilidade é sobre a harmonia entre a economia, a sociedade e o meio ambiente, criando a expressão “triple bottom line” ou “triple-P” (People, Planet, Profit). Em outras palavras, como obter “lucro” sem afetar os recursos naturais e sem causar impactos negativos às pessoas.

Os projetos devem incorporar um conjunto de novos requisitos, que, somados aos econômicos, completem a tríade econômica, social e ambiental. As empresas que desejam implantar os projetos sustentáveis precisam percorrer o caminho, que envolve uma visão abrangente da correlação entre estratégias, projetos e sustentabilidade, com a aplicação prática dos conceitos da sustentabilidade no dia-a-dia da organização.

O que é um Projeto Sustentável

O pensamento estratégico é onde começa as mudanças para introduzir princípios e práticas de sustentabilidade: é preciso iniciar um constante processo de questionamento e reflexão sobre as dimensões no dia a dia das organizações, em especial quando do desenvolvimento / revisão de seus produtos e serviços.

A estratégia deve buscar avaliar os cenários externos e internos com novos elementos, com indicadores relacionados ao meio ambiente, à sociedade, às pessoas, além dos econômicos. Algumas organizações já usam tais indicadores, mas com menor relevância.

A seleção dos projetos deve estabelecer critérios que qualifiquem e classifiquem os impactos, positivos e negativos, que os projetos poderão trazer ao meio ambiente, à sociedade e às pessoas, bem como os financeiros e legais.

A execução dos projetos também precisa considerar os impactos ao meio ambiente, à sociedade e às pessoas. A seleção dos projetos, normalmente, avalia os resultados e produtos, mas a execução dos mesmos também deve atender aos requisitos de sustentabilidade requeridos pelas melhores práticas.

Ciclo de Vida do Projeto

Iniciação

O término do ciclo de iniciação do projeto ocorre quando a organização autoriza seu início, com o Termo de Abertura. Nesta etapa de iniciação do projeto deve se agregar novas questões à organização no campo da responsabilidade social corporativa e do desenvolvimento sustentável. É também nesta etapa onde a alta administração aprova o investimento estimado, conhece os resultados esperados e o alinhamento com as diretrizes estratégicas da organização. Portanto, é este o ponto de maior possibilidade de engajamento da organização na temática da sustentabilidade. O momento é apropriado para garantir que o projeto seja alinhado com suas diretrizes estratégicas para a sustentabilidade.

Planejamento

Aprovado o Termo de Abertura, dá-se início o planejamento do projeto, composto por um conjunto de atividades de planejamento detalhado. Esta etapa do ciclo demanda um maior detalhamento e confere grande concretude às questões da sustentabilidade. O como o projeto deverá ser desenvolvido é estabelecido nesta etapa. As práticas sustentáveis devem ser consideradas nos estudos das alternativas de execução do projeto. O produto final desta etapa é um plano de projeto, que deve ser aprovado incluindo a avaliação da responsabilidade social corporativa e do desenvolvimento sustentável. A gestão de riscos ganha relevância como melhor prática de gerenciamento de projetos, pois pode ajudar a mitigar impactos negativos em relação aos requisitos de sustentabilidade.

Execução

A execução do projeto é seguir o combinado, ou seja, o plano de projeto. Entretanto, por sua característica inovadora, os projetos podem ter que superar situações adversas, muitas delas que causam impactos negativos. É importante, nestas situações, que a tomada de decisão para a solução da situação também considere os princípios e práticas sustentáveis.

Controle

O controle do projeto deve acompanhar a execução do projeto, verificando se está seguindo o plano. Toda não conformidade encontrada deve indicar a solução, buscando atender os princípios e práticas sustentáveis.

Fechamento

O mais importante nesta etapa é analisar as lições aprendidas, as ideias geradas, os conflitos com as partes interessadas e como foram sanadas, uma profunda análise das experiências de inovação do desenvolvimento sustentável, etc… Esta prática é muito importante para a melhoria do gerenciamento de projetos, principalmente para introduzir as práticas do desenvolvimento sustentável.

Formação de Equipes de Projeto Sustentáveis

Um dos pontos chaves para o sucesso de um projeto é ter uma equipe competente, integrada e com o perfil adequado às características do projeto que estará participando. A montagem da equipe dos sonhos do gerente do projeto não é tarefa fácil e requer procedimentos técnicos e avaliações psicológicas e comportamentais. Muitas vezes, a equipe deve ter conhecimento multidisciplinar e perfil comportamental diversificado. Essas características são muito importantes para equipes de alto desempenho.

A montagem da equipe ideal deve considerar que as diferenças agregam mais valor que as semelhanças. Isto é, pessoas com estilos e comportamentos diferentes contribuem mais para a solução dos problemas e para a criação e a inovação. Dificilmente se constrói uma equipe de alto desempenho sem considerar a diversidade. Entretanto, há um efeito colateral a ser gerenciado, que são os conflitos gerados pelas diferenças de opinião.  A responsabilidade social e o desenvolvimento sustentáveis são temas novos. Há reduzido número de profissionais com conhecimento e mentalidade aderentes a estas novas práticas. É um desafio montar uma equipe comprometida com a sustentabilidade, que busca alcançar os objetivos econômicos, melhorando o social e o ambiental também.

As organizações que conseguem formar e manter uma ou mais equipes de grande desempenho possuem um diferencial de mercado imbatível. Seus projetos serão sempre bem-sucedidos. Essas equipes serão diversificadas, criativas, dinâmicas e focadas em objetivos comuns, determinados ao sucesso, contribuindo para a sustentabilidade.

Conclusão

O modelo de Gerenciamento de Projetos que leve em conta o desenvolvimento sustentável é uma inovação nas organizações. Entretanto, as organizações são geralmente conservadoras e demoram a adotar novas práticas. Os governos, pressionados pela sociedade, estão criando incentivos e regulamentos que apressam a implantação do modelo de gerenciamento de projeto com atendimento a harmonia entre a economia, a sociedade e o meio ambiente.

Anúncios